Segunda-feira, dia 14 de Junho de 2010, 10 meses e quatro dias depois de me dar uma das maiores alegrias da minha vida, o meu filho chamou-me "mamã", com testemunhas imparciais a atestá-lo e tudo.

Eu ia a passar, sem lhe ligar nenhuma, ele a choramingar e num grito desesperado disse: "mamã"! Como quem diz: anda, salva-me, estou aqui! Que momento mais mágico. Se pudesse registar por palavras o que senti...


Não tarda nada está a fazer os exames nacionais de português.

sinto-me:
publicado por Loja Reaproveitar às 20:46